Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Manga Lima

Manga Lima

29
Mar13

Pr(é)visões

Manga Meia-Loira

Pois é. Apesar de nunca conseguir acreditar completamente nessas "coisas" sempre tive um fascínio incrível pelo mundo místico. É estranho e nem eu percebo bem. Simplesmente acho piada. Gosto de ouvir histórias. Posso não conseguir acreditar, mas gosto. Assustam-me um bocado as pessoas que levam isso a sério e acreditam religiosamente neste tipo de transcendências. Acho que pode ser perigoso. Eu não acredito que haja pessoas capazes de "ver" o que vai acontecer com precisão. Não me parece que seja possível as típicas "bruxas" que dizem conseguir adivinhar tudo e prever tudo serem verdadeiras. Talvez existam pessoas com capacidades especiais que nos conseguem orientar ou dar uma luz quando surgem dúvidas. Nunca conheci ninguém, mas talvez existam. Agora "bruxas" que adivinham tudo e fazem feitiços.. bem, já é questionável. É difícil. Também o famoso "tarot" me faz um pouco de confusão, e mais confusão me faz ainda ouvir (foi duas vezes) uma conhecida taróloga a fazer afirmações e previsões graves sobre a vida das pessoas com a maior das convicções. Achei perigoso. A segurança com que ela afirmava o que "via" nas cartas e o tipo de afirmações que fazia eram suficientes para mudar a vida das pessoas, para as assustar ou aliviar. Para as fazer mudar de vida ou não. E se não fosse verdade? Talvez fosse, mas não consigo levar a minha crença a esse ponto. Já em relação à astrologia sou mais "crente". No mínimo, há uma base de informação em relação à data e hora de nascimento e às posições dos planetas. E acredito que talvez haja influências das quais não podemos fugir. Mas não acho que tudo fique "desenhado" na hora em que nascemos. Não sei. Mas acho piada. Às vezes divirto-me a ver essas coisas. Já vi coisas boas. Já vi coisas menos boas. Já vi de tudo. E se aquilo que vi for verdade.. parece-me que a tempestade vai passar e vou sair disto tudo uma pessoa diferente. Mas é difícil confiar. Como já escrevi aqui, a dada altura, quando tudo corre tão mal, tendemos a ter o maior dos medos de criar expectativas que depois não se verificam. Pode ser que não, pode ser que sim.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D