Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Manga Lima

Manga Lima

01
Mai13

A ti, 2013 / 30 de Abril

Manga Meia-Loira

Há dias assim. E eu tenho tido demasiados "dias assim". Demasiadas "horas assim". Demasiados "tempos assim". Tanto que nem eu sei como ainda consigo andar para a frente. Tu sabes, e só eu e nós sabemos o que tem isto sido. Tudo o que tem podido correr mal tem corrido, e só resta um vazio infinito e uma buraco negro incomensurável. Desde a própria situação, que seria sempre complicada, até à agreste atitude de todos, passando por todos os acontecimentos, que penderam sempre para o pior lado possível, isto tem sido um verdadeiro filme. Se não fosse real demais até poderia dar para rir.

É tão irónico como, às vezes, ao tentar andar para a frente só nos enterramos mais! Tão irónico como a frase que diz que só nos momentos graves percebemos quem são os verdadeiros é verdadeira. Tão verdadeira quanto o cliché que diz que só quando estamos de fora conseguimos ver correctamente aquilo com que a vida nos brindou lá dentro. E tu sabes, eu sei, o quanto eu tenho aprendido sobre tudo e sobre todos nesta travessia das Tormentas. O quanto tenho crescido com isto. Às vezes é espantosa a forma como o sofrimento nos consegue fazer crescer, como nos consegue elucidar sobre o que nos rodeia. Talvez não fosse preciso tanto, talvez fosse, o que é certo é que mais tormentas nesta travessia seria quase impossível.

Não sei bem como isto começou, não sei bem como poderá acabar, tampouco quando. Sei, só, e quero dizer-te e registar, que continuo a acreditar pia e cegamente em ti. Continuo-me a agarrar ao teu 13 com tudo o que tenho, ou o que ainda me resta disso. Continuo a pensar em ti como o número do impossível. Continuo a olhar-te como o último pedaço da pouca esperança que existe e tenho de me suportar, estoicamente, presa a isso. Continuo a achar que só um número como o teu poderia fazer tudo isto acabar bem. Continuo a pensar que eu mereço isso - nós merecemos isso. E tu estarás aí para isso. Desde a última vez que te escrevi já passaram trinta dias e alguns acontecimentos que foram antecipados. Pouco mais que isso, mas também estava à espera que assim fosse. Já sabes tens ainda todo o tempo que te resta, e nós estaremos cá. E tu irás estar cá para nós na altura certa. Já te disse que sinto que sim. Já te disse como continuo a agarrar-me a ti com tudo o que tenho de forma irracional. Porque há coisas que por mais impossíveis que pareçam, nós sabemos e sentimos que vão acontecer. E hoje é isto que quero que saibas. Sobretudo isto.

(Só dizer-te, ainda, que este 30 de Abril traz, como o dia de ontem trouxe, reminiscências de acontecimentos que me fazem lembrar datas passadas. De como ele foi operado, nós fomos festejar um aniversário ao restaurante, e eu estava preocupada com a preparação de um famoso teste de uma famosa disciplina. De como a cara dela me disse, no teu antecessor, a notícia que não estava à espera. Ou estava. De como estava lá, de como fiquei para a minha obrigação divertida, porque tinha de ficar. De como, sobretudo, tinha o mundo e agora tenho as ruínas.)

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D