Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Manga Lima

Manga Lima

01
Mai17

30 de Abril, 5 anos depois

Ju

5 anos. 5 anos sem esse teu brilho azul dos olhos e sorriso aberto. Sem esse sorriso sincero, a resmunguice crónica misturada com a boa disposição necessária e a preocupação constante com a família baseada no amor incondicional que nos tinhas (tens). O mundo continuou a rodar e girou muito. Passou um ano, dois, três, quatro, cinco. Ontem contei cinco anos desde o dia em que estava a sair da escola para almoçar e percebi na Ana aquilo que não queria ter percebido. 5 anos desde aquele almoço (estranho?), desde aquela tarde em que fiquei lá porque tinha explicações e um teste marcado para fazer, desde aquele fim de tarde em que o Jaime me foi buscar. Desde aquele dia que continuou no centro de saúde e desde o momento em que entrei pela capela para abraçar o meu pai num abraço repleto de palavras que não tínhamos. 5 anos. Acabei ontem a vestir o mesmo casaco vermelho, lembrei-me agora. O casaco ainda é o mesmo, tudo o resto mudou, como de certo saberás. O mundo girou demasiado rápido naqueles 365 dias e 2012 ficou marcado a ferros em todos nós. Foi a marca do fim da nossa vida como a conhecíamos e doeu todos os dias, minutos e segundos durante muito tempo. Ainda dói, como não? Vamos, entre ventos e marés, sobrevivendo a tudo desde esse ano e nada me (nos) tira a certeza de que são vocês os dois a rede de segurança que nos guia e guarda a cada nos minuto e nos faz continuar a descer o rio da vida, haja o que houver. Onde quer que estejas enquanto estrela, sabemos que estarás em paz com esse brilho azul a olhar por nós. Mais uma vez podia falar dos valores e das raízes que nos deixaste, do amor incondicional à família, que é a base da vida, ou da dedicação ao trabalho e às causas que decidimos abraçar. Prefiro só agradecer por tudo. Sorrir enquanto olho para o sítio onde te sentaste tantas vezes e agradecer por ter tido um avô assim. Cada vez que subo as escadas sinto-me ainda mais próxima de vocês e lembro-me com saudades de todas as vezes em que vos fui levar comida. Tenho saudades disso tudo, saudades da certeza de vos ter sempre comigo, saudades da certeza de uma família tão completa e com tanto amor, saudades de um tempo em que tínhamos, afinal, tudo. Tenho ainda mais saudades porque tudo mudou. Tento voltar a esse tempo sempre que preciso tentando que não doa. É sempre bom e às vezes não dói. A vida tem de seguir e temos de continuar a descer o rio, haja o que houver. Quero muito que o rio que está por descer traga a paz do regresso final, o amor em que tantas vezes não acredito e sucesso mais que merecido. Às vezes os lugares vazios são tantos que me sinto a viver num equilíbrio demasiado frágil e sem sentido. Às vezes o mundo parece um lugar demasiado grande e frio e isso dói, mais que muito. A família é a raiz, base e guia da vida e os lugares em branco deixam-me, demasiadas vezes, sem norte. Espero ter sempre este impulso de continuar a descer o rio haja o que houver e de acreditar que, lá no fundo, virão coisas boas por esse caminho. Não é fácil, e às vezes os dias são muitos e muito grandes, mas haveremos de sobreviver. Tenho saudades. O futuro é já aqui, só temos de continuar e acreditar. Sabes, gostava que um dia alguém herdasse esse teu brilho azul dos olhos para nos lembrar que a vida é, afinal, um círculo e um ciclo. E também te deixo aqui a promessa de que o(s) filho(s) que tiver ouvirão falar de ti e terão, Deus o queira, os teus/nossos valores. Até sempre, estrela azul.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D