Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Manga Lima

Manga Lima

24
Mai17

À janela

Ju

Dói. Não tem como não doer. Dói e ponto. Hoje à janela, aqui, como naquela tarde de Janeiro de há quatro anos. A mesma música, a mesma nostalgia, a mesma tristeza, a mesma vontade de recuperar aquilo que não voltei a ter e tanto preciso. Neste fim de tarde como naquele Domingo do outro lado do Atlântico. Há sentimentos que de tantos e tão fortes não se explicam. A mesma vontade de ter o ninho que me foi roubado, a mesma necessidade do carinho do círculo de luz e amor, a mesma impotência perante aquilo que a vida nos impõe, a mesma dor da distância, o mesmo sentimento de perda e de falta de quem mais precisava que estivesse cá. Só muda a janela e o local, tudo o resto se mantém. Mas há uma vantagem: a certeza do caminho certo. Sei-o a cada dia mais. E vai acontecer.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D