Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Manga Lima

Manga Lima

30
Dez20

Em 2020

Manga Meia-Loira

2020 foi um ano relativamente simpático para os meus lados. Foi de certa forma uma continuidade de 2019 e daquilo que vinha de 2019, ainda que com planos interrompidos pela pandemia. O ano começou de forma calma e com o coração em paz. Começou com a confirmação de que a vida dá voltas, às vezes mais rápido do que pensamos, e no caso foi bom. Depois veio a apresentação da minha tese de mestrado e vivi um dos dias mais bonitos da minha vida, em fevereiro. Fui muitíssimo bem acompanhada, o meu pai atravessou metade do mundo de proprósito, estiveram lá as minhas amigas de curso e vivi um dia perfeito. Almoçamos todos e depois ainda demos um passeio. Comecei março a achar que ia entregar os relatórios da Ordem em abril e fazer o exame em junho. Comecei março com uma viagem marcada entre amigos para Barcelona. Na segunda semana a pandemia começou a parar o país (e o mundo) e eu fiquei um bocado à toa. Já não fui a Barcelona, os voos foram cancelados, a entrega dos relatórios foi adiada e o exame foi adiado. Pelo meio lidei com uma Ordem que foi uma verdadeira (des)Ordem e teve atitudes deploráveis que nos deixaram angustiados. Primeiro disseram que nada seria adiado, vivemos na incerteza, depois disseram (quando isso já há muito era inevitável) que afinal ia ser tudo adiado. É no meio disto que tenho muito a agradecer a 2020: consegui ter sempre paz interior e calma, consegui sempre lidar de forma muito pacífica e certeira com tudo, consegui sempre ir continuando o caminho quando ninguém sabia bem o que se estava a passar ou o que se ia passar. Aliás, acho que até fui relativamente feliz durante a quarentena (por muito que me custasse não poder sair, não poder jantar fora, não poder estar com as pessoas e tudo isso). Depois, como aconteceu com muita gente, nunca tive um ano com tantos dias e semanas consecutivas em casa, nunca andei tanto de chinelos de quarto e nunca conduzi tão pouco. A quarentena foi passado entre o estudo para o exame, difícil porque ninguém sabia quando ia ser, foi passada entre passeios pelo jardim, videochamadas com amigos e muitas séries. Foi, para lá de tudo, um tempo calmo e até relativamente feliz. Depois passamos a ter datas definidas para o exame, veio o verão e tudo melhorou. Consegui ir muitas vezes jantar fora e foi muito bom, consegui ir algumas vezes a um bar e também foi muito bom. Acabei os relatórios que faltavam. Acho que no verão conseguimos todos ter uma amostra de normalidade e isso ajudou. Depois comecei o curso de preparação para o exame e setembro e outubro foram os meses de estudar até à exaustão. Pelo meio recebi um e-mail a pedir para suprir irregularidades nos relatórios, chorei desalmadamente com isso, depois foi admitida a exame e fiz o exame. Estava calma mas sei que falhei em coisas que não devia ter falhado. Ainda não temos resultado. Escolhi o primeiro exame e precisei de ajuda para fazer essa escolha (espero que tenha sido uma boa escolha). 2020 também me trouxe dois (quase) sustos com a covid, quando houve a possibilidade de duas pessoas próximas estarem infetadas e me terem infetado, mas os resultados delas foram negativos. Escapei (penso eu) à covid e os meus também escaparam. Ninguém próximo de mim testou positivo, o que é muito bom. Depois do exame aproveitei: tenho dormido, tenho passeado, tenho lido, tenho visto séries, tenho visto televisão, tenho escrito, tenho andado atrás do sol e dos passeios na praia. Faz hoje dois meses que enteguei o exame e estes dois meses deram-me o tempo, o espaço e a energia que eu precisava. Saí daqueles exames exausta, cansada, abananada e com perda de peso. Estes dois meses foram, na medida certa, o descanso e o espaço que eu precisva para recuperar forças a abaraçar o que o caminho tem para me dar. 2020 também foi o ano em que os meus pais adiaram as viagens, a vinda deles e o sonho que os vai trazer de volta. Esta parte custa-me, é dura e espero que tudo prossiga em força em 2021. 

Em resumo, foi um ano calmo, bom e pacífico, um ano com conquistas, e um ano em que eu e os meus tivemos vida, saúde e sonhos. Isso é tudo. Foi um ano de paz e continuidade.

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D