Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Manga Lima

Manga Lima

31
Ago19

Fechamos a casa (e é tão bom!)

Manga Meia-Loira

Hoje fechamos pela última vez a porta desta casa. Pela última das últimas vezes. Foi nesta casa que nasci, que sorri, que cresci. Que aprendi a falar, a comer e a andar. Que aprendi a gostar de ler e de estudar. Foi nestas paredes que vivi (quase) tudo neste vinte e cinco anos de vida. Foi aqui que me tornei naquilo que sou. Foi aqui que sorri desalmadamente a cada boa notícia que recebi ao longo da vida. Foi aqui que chorei também desalmadamente a cada golpe que a vida me deu. Foi aqui que vivi. Foi aqui que me licenciei, que fiz o mestrado quase acabado, que comecei a estagiar. Foi para estas paredes que corri sempre a cada sorriso que queria partilhar e a cada lágrima que queria chorar. Foi nestas mesas e nestes muros que aprendi a estudar. Depois estas paredes e estes portões começaram a tornar-se pesados. A vida mudou e esta casa foi ficando cinzenta, escura, nublada e vazia. Foi começando a cansar e a vontade de a fechar pela última vez foi-se tornando cada vez maior. Tão grande que quase se sobrepunha a (quase) tudo o resto. E foram anos - mais de seis anos - a desejar profunda e intensamente largar esta porta branca e este portão verde. Largar esta casa foi uma luta longa que me fez chorar e sentir frustrada; que me fez ser agressiva com as palavras como nunca o tinha sido nem pensei ou quis ser. Foi uma luta que nos últimos tempos me fez usar da palavra e levantar bem alto a minha voz, usando aquilo que o Direito e a advocacia me tem dado a meu favor. Eu precisei disto e jurei a mim e ao mundo que isto ia acontecer, nem que fosse a última coisa que eu fizesse na vida. Demorasse o que demorasse. Aconteceu. Demorou alguns anos e mais que muitas lágrimas e palavras agressivas mas aconteceu. Não preciso de dizer que vou ter saudades. Estas paredes vão-me coladas à vida, à alma e ao coração para sempre. O que vivi, senti, cresci e aprendi aqui fica-me para sempre naquele espaço solarengo e feliz do coração onde guardamos o bom da vida. Vou ter para sempre saudades - já as tenho e ainda nem fechamos a porta - e se calhar até vou chorar de saudades um dia, mas isso só mostra o quanto fui feliz aqui (e fui-o infinitamnete durante a vida toda até aos últimos anos). Mas esta mudança tinha de acontecer e teria sempre de acontecer; custasse o que custasse ou demorasse o que demorasse; Esta mudança tinha de acontecer: em nome da vida, da energia da vida, da justiça e do sentido natural da vida. Vida: por ela e porque ela já voou para outras paragens há muito tempo, e o prolongar desta casa sem ela era só frustrante. Nós?! Nós havemos de continuar a sorrir por entre outras paredes e portas. Havemos de continuar a sorrir e a sonhar por aí, e a construir memórias felizes por outros caminhos. A vida prossegue: por entre outras paredes e caminhos, sorridente, feliz e muito mais leve. (E eu estarei sempre grata - infinitamente grata - à vida e às estrelas por esta mudança).

P.S. (E sair pela porta branca e pelo portão verde de sorriso rasgado e ao som - por mero acaso e pura coincidência - da "Grândola vila morena" só pode ser um bom prenúncio)

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D