Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Manga Lima

Manga Lima

01
Mai17

Frio de domingo

Ju

Era domingo, era demasiado cedo e estava frio. Os anos passaram e passam e já encontro pouco de mim naquela casa e naquele espaço. As árvores grandes ou secas, o paralelo sujo, a tinta descuidada, os sofás amarelados da humidade e do vazio da casa. O cheiro, só o cheiro ainda é o mesmo. E os pedaços de vida que lá ficaram intocados, livros e restos de roupa de outro tempo que às vezes é tão próximo e outras vezes tão distante. Já me doeu como tudo o vazio daquela casa, agora é mais indiferença que outra coisa. Mas era domingo de manhã, era cedo e estava frio. Lá fora, entre a porta da cozinha e a da sala, passou-me uma imagem pela cabeça que podia ser a da vida que teria se tudo tivesse continuado igual ou ainda pode ser a da vida que terei. Era demasiado bonita, aconchegante, protetora, especial e sonhada e por isso não a esqueço. Era tão simples que me conseguiu emocionar. Era tão só eu a dormir embalada, quente e aconchegada por um amor que era aquilo que quero viver, e era eu a dormir com a paz de saber que os meus estavam ali perto e de bem com a vida. Demasiado simples e fácil, parece, e tão impossível e distante na vida real. Demasiado fácil e demasiado inalcançável, é isso que me custa. Acontecerá, porque eu quero e mereço e eles querem e merecem. Naquela manhã a realidade foi (é) muito diferente. Acontecerá e aquilo que tiver de ser será. Isto gira demasiado rápido e a Ju que há cinco anos vivia naquela casa também não poderia imaginar aquilo que é a vida da Ju de agora. [Relembrei-me agora que a imagem que tive foi mais ou menos como a imagem que tive naquela tarde de há quatro anos. Era o segundo teste, ainda, e era mais que decisivo porque me podia marcar ao ponto de acreditar, ainda mais, que não era capaz de percorrer este caminho. Estava preocupada, ansiosa e instável. E embalada pelo cheiro da casa consegui ver uma Ju diferente, uma Ju no futuro, naquela casa, a agradecer à Ju daquela tarde o esforço psicológico sobre-humano. Estou bem mais perto dessa Ju agora, espero-o. E isso já vale por (quase) tudo.]

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D