Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Manga Lima

Manga Lima

31
Jan17

Ouve-me, Ju (A vida aos 22)

Ju

Sabes, Ju, não és ninguém para te dares ao luxo ou ao direito de não acreditares em finais felizes. Não és ninguém para te votares ao pessimismo ou à descrença ou tão pouco à pouca fé no futuro. Não és ninguém para duvidar da beleza da vida e do amor. Não és ninguém para te permitires incluir nos grupos de pessoas a que tens medo de um dia pertencer. Não és ninguém para achar que não há um ou vários finais felizes à tua espera, seja ao virar da esquina, daqui a um ano ou daqui a dez anos. Não és, tampouco, ninguém para prever o futuro e vaticinar que nada mudará. Não és ninguém para achar que durante a vida inteira que ainda tens por viver não te vais comover muitas vezes de emoção e felicidade. Não te enganes: também não és ninguém para achar que os milagres (pequenos ou grandes) não acontecem - aviso-te já que eles ainda te baterão à porta e, nesse dia, a tua existência ganhará mais outra deliciosa dimensão. Aconteçam ou não, uma ou mais vezes, tens o dever e a obrigação de acordar todos os dias com essa crença. Podes ter medo, é normal. Podes duvidar, desde que isso não te faça perder a força ou a vontade. Podes achar que é mais fácil não criar expectativas, desde que isso não te tire os sonhos. Podes olhar para a vida e perguntar quando certas coisas acontecerão contigo, desde que não te prendas na crença de que tal não te acontecerá. Nem todos os dias são/serão felizes: haverá sempre dias de chuva, nublados e cinzentos, e isso não será um drama. Nesses dias tens de levantar o coração e esperar que a chuva passe. Nem tudo será como queres: também não tens de fazer disso um problema, acredita só que a vida será perfeita naquilo que tiver de ser. Faz-me um favor: lembra-te todos os dias e todas as noites que o segredo é nunca desistires de ti nem de quem te ama e quer bem; que o segredo é sempre lutar pelo que queremos e adormecer na certeza de que fazemos tudo o que está ao nosso alcance pelos nossos sonhos. Aprende a respirar fundo três vezes quando o sol não brilha: relaxa, ouve música, dá um passeio, olha para o céu, olha para o jardim. Vai à igreja, vai ao centro comercial ou vai só conduzir com calma. Lê um poema ou um livro, de Augusto Curry ou de outro escritor que queiras. Lembra-te de fazer uma lista de tudo o que já conquistaste e de tudo aquilo a que resististe. Pensa em todas as pessoas que te amam e sorriem (também) por ti. Pensa em todos os sonhos que a vida (e os teus) projectam em ti. Pensa nos teus primeiros dezoito brilhantes anos de vida: volta a esse círculo de amor em que cresceste sempre que quiseres e precisares e fica com o melhor dele: as raízes, os laços, o amor, os valores e os sonhos. Já fizeste isso na pior altura da tua vida e ultrapassaste o inultrapassável: pensa que é por isso que agora estás a um passo de receber o prémio que a vida te dará pela força que tiveste todos os dias em que só querias chorar a alma. Tudo isto sabes porquê? Porque um dia recebes a notícia que mais queres neste momento, vinda de longe, e tudo vale a pena. Porque um dia recebes um telefonema ou entras pela porta e dizem-te que há um contrato de mudança de vida à tua espera e tudo vale a pena. Porque um dia conheces alguém que te dá outra dimensão à vida e te rouba o coração e a alma para sempre e tudo vale a pena. Porque um dia vês a Amorosa da perspetiva de um abraço e tudo vale a pena. Porque um dia entras pela igreja e provas a ti e ao mundo que o amor verdadeiro é afinal o que nos salva e tudo vale a pena. Porque um dia recebes uma notícia que te muda a alma e a vida para sempre e provas a ti que os milagres acontecem. Porque um dia sais de um hospital com um sonho de vida concretizado e passas a viver na certeza de que os milagres existem e tudo vale a pena. Porque um dia estás sentada no jardim de tua casa com dois (ou mais, sonhar não custa) corações agarrados a ti e o círculo de família reunido e tudo, mas tudo, vale a pena. Porque um dia consegues que o esforço que sempre puseste na tua vida profissional dê os frutos que mereces e tudo vale a pena. Acima de tudo isto porque um dia passarás a vida em revista e tudo o que verás será amor. E porque ao longo da vida sussurrarás muitas vezes para ti própria que valeu a pena - tudo vale a pena se a alma não é pequena, afinal. Sabes uma coisa? É segredo mas vou-te contar: tens em ti tudo o que precisas para que os sonhos aconteçam. Segue a vida e as estrelas guiar-te-ão.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D