Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Manga Lima

Manga Lima

04
Ago19

O amor quando nasce é para (todos) os outros

Manga Meia-Loira

Ahhh! Que bela imagem! É que dei de caras com isto e pensei logo, no imediato: "OLHA EU!". Pronto, é isto... o que se há-de fazer?! Quando é com os outros, toda eu sou poética, romântica, inspiro as pessoas, empurro, incentivo... e sorrio e fico contente por elas. Até lhes faço logo o plano de casamento e de vida, e ajudo a escolher o nome dos (futuros) filhos. Quando é comigo... bem, quando é comigo, é um nó no estômago e no coração que nem Deus sabe onde termina. Não sei lidar, a sério. É verdade que também não me apareceram pessoas fáceis, antes pelo contrário. Mas pronto... eu, que até gosto de fazer planos românticos (para os outros), de pensar em planear um casamento e de escolher o nome dos futuros filhos (para os outros), depois sou um zero comigo. E bolas, eu não quero estar aqui a falar de mim, mas módestia à parte acho que até daria uma namorada razoável. Vá, também não se pode pedir muito, e eu sei bem que não sou popriamente fácil nem soft. Sou durona, exigente, perfecionista, crítica, um tanto ou quanto controladora.. e já chega. Para lá disto tudo, sei o valor que tenho e sei da dedicação e sensibilidade que moram em mim. Mas a vida acha que eu estou muito bem sozinha, a minha natureza solitária diz que sim...e pronto, é assim que a vida funciona. Agora tenho de ser muito sincera: por mais que eu negue isto até ao último suspiro, e nunca vá ser capaz de o admitir, a verdade é que eu gosto muito de ficar genuinamente feliz pelos outros, mas às vezes paro e pergunto-me "O que há de errado comigo? Vai ser assim a vida toda?"... e o meu coração aí fica do tamanho de uma ervilha ou ainda mais pequenino e eu fico sem chão. Ultrapassando isso, eu por cá continuarei, a fazer planos de sonho para os outros e a ficar sem ar e sem chão quando é o meu coração a bater mais rápido. Parece-me que lá terei de cumprir aquela espécie de destino que implica casar os outros e ajudá-los a escolher os nomes dos filhos deles enquanto faço o papel de solteira de serviço (ou eterna solteira). Bom, há coisas piores na vida. Há (muito) melhores, mas também há piores... e não vale de muito chorar sobre o que a vida nos vai dando. Ao menos que haja alguém, ou quem conseguir, feliz no amor :) E quantos mais forem.. melhor. A solteira de serviço sorri e brinda ao amor (dos outros)! 

 

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Imagem em https://www.facebook.com/naoacreditoemastrologiamas/photos/a.866799313398060/2414084382002871/?type=3&theater

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D