Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Manga Lima

Manga Lima

17
Jul18

Por estes dias

Ju

Eles continuam por cá e não tem sido fácil, acho que já escrevi sobre isto. No meio de tudo custa-me que eles não entendam que eu só quero a presença deles. Custa-me que eles não tenham a noção do que este ano significou para mim ao nível de coisas más. Custa-me que eles dêem tanto valor aos bens e não se lembrem que a única coisa que eu quero é a presença deles. Custa-me que para eles todo o esforço seja justificável. Custa-me que eles estejam tão longe de me saber tão triste e perdida. Custa-me que eles não entendam que eu troco tudo pela presença deles, é só isso que eu quero e é só isso o que um filho pode querer dos pais. Porque a segurança e a confiança que a presença e o amor deles  me transmitem - e que não tenho há seis anos - não tem preço. Porque a capacidade de sonhar e de acreditar que eu tinha antes não tem preço. E por mais que eu o diga eles não conseguem entender isto. E depois de tudo isto, ou a par de tudo isto e acima de tudo isto, ainda tenho o desamor de sempre. Nem eu sei como tenho coração para tanto. Depois de achar que ele ficava por cá, depois de achar que ele ia trabalhar para outra cidade, depois de mil coisas, ele fica a trabalhar aqui. Depois de querer - tanto - que ele vá e se desligue, ele acaba sempre por estar por perto. Ou melhor, acaba sempre por perto mas sem saber o que quer ou sem mudar nada em relação a mim. É quase um presente envenenado, saber que ele está e saber o que poderíamos ter juntos. Já chorei e já me desgastei e afundei tanto neste último ano por causa disto! Já senti que estava a perder os nossos amigos por causa desta história, já senti que não, mas é um equilíbrio dificílimo. E enquanto ele me continuar a aparecer à frente e a tocar o coração isto será mais ou menos assim... e eu não queria nada porque me dói. Dói-me ainda mais porque sei que isto me impede de seguir e me impede de encontrar um amor. E o que eu precisava de alguém que fosse colo e sorriso para mim! É isto que me deixa sem ar: saber que isto me impede de viver a minha história como ela deveria ser vivida. E para juntar a isto, ele lembra-se de me convidar para um projeto - ou uma ideia de projeto de trabalho - com ele. E eu não consegui deixar de ficar super feliz, fiquei para lá de feliz porque é um sonho, mas também sei que provavelmente é só um devaneio dele ... e que se acontecer só me vou sentir ainda mais ligada a ele.. e que isso significa que continuarei sozinha e sem colo eternamente. Eu tolero bem e lido muito bem com o facto de não ter namorado, sempre lidei, mas com ele por perto a falar-me e a propô-me coisas que para mim são sonhos torna-se mil vezes mais difícil. Está tão distante o tempo em que me sentia em paz com o coração e com os sentimentos e eu tenho tantas saudades disso... e depois ele tinha de começar a aproximar-se, ou a dar-me a ideia de que poderia ter sentimentos por mim, sem fazer nada por isso! Só quero que isto passe... mas parece-me quase impossível. Por aqui é isto... por agora.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D