Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Manga Lima

Manga Lima

02
Jul13

A primeira metade

Manga Meia-Loira
Esta primeira metade do ano foi olhar para todas as dores e feridas e tentar fazer algo antes que fosse tarde demais. Falta o resto. Resto é uma palavra feia mas depois de tudo já não sei se estou preparada para muito mais. Talvez o calor comece a ajudar a secar as feridas todas... ou algumas. Mais que nunca me vem aquela frase: "Como o Senhor é meu pastor nada me faltará". É das pouquíssimas certezas que a lucidez ainda me deixa ter.
01
Mai13

A ti, Maio

Manga Meia-Loira

Bem-vindo sejas, Maio, e contigo uma viagem-volta anunciada e toda a fé e esperança das que ainda restam. Bem-vindo sejas, e traz contigo um novo início que se quer prenúncio de algo maior e a realização em mim de uma Primavera que quer tardar. Bem-vindo sejas, então. E traz os teus Maios porque toda a sorte do mundo será necessária.

01
Mai13

A ti, 2013 / 30 de Abril

Manga Meia-Loira

Há dias assim. E eu tenho tido demasiados "dias assim". Demasiadas "horas assim". Demasiados "tempos assim". Tanto que nem eu sei como ainda consigo andar para a frente. Tu sabes, e só eu e nós sabemos o que tem isto sido. Tudo o que tem podido correr mal tem corrido, e só resta um vazio infinito e uma buraco negro incomensurável. Desde a própria situação, que seria sempre complicada, até à agreste atitude de todos, passando por todos os acontecimentos, que penderam sempre para o pior lado possível, isto tem sido um verdadeiro filme. Se não fosse real demais até poderia dar para rir.

É tão irónico como, às vezes, ao tentar andar para a frente só nos enterramos mais! Tão irónico como a frase que diz que só nos momentos graves percebemos quem são os verdadeiros é verdadeira. Tão verdadeira quanto o cliché que diz que só quando estamos de fora conseguimos ver correctamente aquilo com que a vida nos brindou lá dentro. E tu sabes, eu sei, o quanto eu tenho aprendido sobre tudo e sobre todos nesta travessia das Tormentas. O quanto tenho crescido com isto. Às vezes é espantosa a forma como o sofrimento nos consegue fazer crescer, como nos consegue elucidar sobre o que nos rodeia. Talvez não fosse preciso tanto, talvez fosse, o que é certo é que mais tormentas nesta travessia seria quase impossível.

Não sei bem como isto começou, não sei bem como poderá acabar, tampouco quando. Sei, só, e quero dizer-te e registar, que continuo a acreditar pia e cegamente em ti. Continuo-me a agarrar ao teu 13 com tudo o que tenho, ou o que ainda me resta disso. Continuo a pensar em ti como o número do impossível. Continuo a olhar-te como o último pedaço da pouca esperança que existe e tenho de me suportar, estoicamente, presa a isso. Continuo a achar que só um número como o teu poderia fazer tudo isto acabar bem. Continuo a pensar que eu mereço isso - nós merecemos isso. E tu estarás aí para isso. Desde a última vez que te escrevi já passaram trinta dias e alguns acontecimentos que foram antecipados. Pouco mais que isso, mas também estava à espera que assim fosse. Já sabes tens ainda todo o tempo que te resta, e nós estaremos cá. E tu irás estar cá para nós na altura certa. Já te disse que sinto que sim. Já te disse como continuo a agarrar-me a ti com tudo o que tenho de forma irracional. Porque há coisas que por mais impossíveis que pareçam, nós sabemos e sentimos que vão acontecer. E hoje é isto que quero que saibas. Sobretudo isto.

(Só dizer-te, ainda, que este 30 de Abril traz, como o dia de ontem trouxe, reminiscências de acontecimentos que me fazem lembrar datas passadas. De como ele foi operado, nós fomos festejar um aniversário ao restaurante, e eu estava preocupada com a preparação de um famoso teste de uma famosa disciplina. De como a cara dela me disse, no teu antecessor, a notícia que não estava à espera. Ou estava. De como estava lá, de como fiquei para a minha obrigação divertida, porque tinha de ficar. De como, sobretudo, tinha o mundo e agora tenho as ruínas.)

31
Mar13

A ti, 2013 / 31 de Março

Manga Meia-Loira

E pronto, assim se estão a acabar estes três primeiros meses deste ano 13. Gosto do 13 e dos 13's. Esta primeira parte deste ano 13 não foi boa. Nada boa. Foi a continuidade de tudo o que de mau sobrou do fim de 2012. 2012 sim, ainda tem contas a ajustar comigo. Espero que 2013 não tenha. Quero mesmo ser eu a ficar em dívida para com este ano 13. Vá, 2013, eu sei que tu podes e vais ser muito mais que isto. Até agora tens sido o que se viu, mas tinhas a herança que o péssimo final do 12 te entregou. Agora não. Ainda estás a tempo de tudo e eu acredito -desmesuradamente- em ti. Deposito-te as esperanças da minha vida e espero que não deixes os teus/meus créditos por mãos alheias. Estás ainda muito a tempo de ser, assim de repente, só o ano mais espectacular de todo o sempre. Para cima de espectacular, até. Tens ainda três partes para mostrares o que vales e acredito que mostrarás às decepções e feridas que 2012 te entregou quem manda aqui. Espero que fiques para sempre como o ano da cura e do recomeço feliz na base de sempre. Espero que fiques para sempre como o ano que refez o nosso círculo de luz. Tu poderás tudo e eu estarei aqui para te aplaudir incondicionalmente a cada conquista e esperança que me proporcionares. Posso estar a pedir-te mais que aquilo que podes prometer, mas ser 13 é mesmo isso. É ser a sorte ou o azar, é ser o tudo ou o nada, é ser tudo o que ninguém espera, pelo melhor ou pelo pior. Espero que sigas sempre as primeiras opções. Sei que sim, e que só um número poderoso como o teu será capaz de trazer luz a este túnel e guiar o caminho longo de volta a casa. Tens e temos, ainda, um longo caminho a percorrer, mas sei que o teu 13 vai ser tudo. Já sabes que estou na primeira fila à espera de provar a força da sorte que um número como o teu pode trazer. Posso até dizer que para mim não começaste a 1 de Janeiro. Não. Agora, sim, abro-te as portas, dou-te as boas-vindas, estendo-te o tapete vermelho e recebo-te com os braços abertos de esperanças e o coração cheio de fé. Confio em ti e (sei) que com a ajuda das nossas 4 estrelas do céu nos vais traçar o caminho de volta ao círculo. Há mar e mar, há ir e voltar, tu começas hoje em mim e eu recebo-te de mente aberta e coração preenchido de esperança. Serás o ano da esperança, assim o espero. Serás o ano do resgate no fim da linha, assim o quero. Que tragas a luz e sim, deixo que me faças o coração picar, exactamente pelos motivos contrários aos de agora. E que no 31 do teu Dezembro quando eu puser os dedos neste mesmo teclado para me despedir de ti tu me faças chorar de felicidade pelo noso círculo de luz estar refeito. Por estarmos na base como sempre estivemos e deveríamos ter estado. Posso estar a exceder todos os limites com estes meus pedidos, mas faço-o pela força que só o teu número traz. És um 13 e quero que mostres o que vales. Que sejam os nove meses mais alucinantes de sempre e que no fim me fique uma lágrima por tudo o que de fenomenal me trarás. Já sabes, tens 3 partes para virar isto tudo e nos fazeres voltar para lá! Permite-me ajustar as contas com a destruição que 2012 deixou e deixa-me uma dívida para a vida para contigo. Não sei se te falarei a cada dia 31, mas no de Dezembro virei aqui concerteza, e espero que para te agradecer a dívida para a vida que quero que me deixes. Até lá, já sabes: supera-te, supera-me e não deixes os créditos por mãos alheias! Não me abandones e eu prometo com tudo o que tenho que não te vais desiludir*

P.S. Que aqueles três bocados de palavras que vi ontem se tornem verdade. Verdade verdadinha, da primeira à última letra com todo o significado que elas juntas tem. A profecia ainda se vai concretizar, e o ano 13 vai ficar!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D