Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Manga Lima

Manga Lima

03
Out19

Gratidão também é...

Manga Meia-Loira

Esta que aqui escreve tem andado um bocadinho fora do planeta Terra e tem andado a passar grande parte dos últimos dias a viver num planeta chamado "Acabar e entregar a tese". Ainda assim, esta que aqui escreve vai passando pelo Sapo e tem percebido que se tem falado muito em gratidão. Nos entretantos, esta pessoa escreveu os agradecimentos da tese (só podia, não é?! ahahahha) e lembrou-se que está lá muito daquilo por que é grata. Desde a família aos amigos, aquilo espelha muito daquilo que eu sou e daquilo que tenho de bom, e por isso achei por bem deixar aqui registado. 

 

" Quando concluímos uma etapa ou alcançamos uma meta, devemos sempre fazer uma retrospetiva do caminho que percorremos e lembrar todos aqueles que nos ajudaram a chegar lá. Esta dissertação, embora seja um trabalho meu, só se concretizou porque houve um conjunto de pessoas que fizeram parte do caminho e contribuíram de várias formas para que ela acontecesse. Assim, tenho de dizer que me sentirei sempre grata pelo contributo que cada um deu.

 

            Ao meu orientador, tenho de agradecer todas as sugestões, críticas e correções, que muito contribuíram para melhorar este trabalho, assim como o apoio e incentivo.

 

            À (minha) Universidade e a todas as pessoas que fazem parte dela, tenho de agradecer o facto de me ter sentido em casa durante todos os dias deste caminho e de dizer que me sinto muito feliz por isso.

 

            Aos meus pais, à minha irmã, aos meus tios e aos meus primos, tenho de agradecer o amor incondicional, o suporte em todos os momentos e o facto de acreditarem tanto em mim. Eles serão sempre a minha raiz, a minha base e a minha maior fonte de vida e de energia.

 

            Às minhas amigas de curso, tenho de agradecer o facto de terem sido as melhores companheiras que poderia ter desejado para percorrer este caminho. Estarei sempre grata por toda a amizade, por todas as partilhas, por todas as conversas, por todos os projetos em que embarcamos juntas e por todos os momentos. Esta passagem foi infinitamente mais bonita, mais completa e mais fácil graças a elas.

 

            Aos meus amigos de sempre, e são de sempre porque já perdi a conta aos anos de amizade, tenho de agradecer a presença em todos os momentos, a amizade, o apoio constante e o facto de acreditarem tanto em mim. É muito bom perceber que crescemos juntos e vamos partilhando as etapas da vida uns com os outros. Lembrar-me-ei sempre de todas as vezes em que eles me fizeram sorrir, passear, conversar e entrar noutros mundos para além do Direito. Isso tornou este caminho ainda mais bonito e mais leve.

 

            À minha patrona, tenho de agradecer a amizade, as conversas, as partilhas, os ensinamentos, o apoio e o incentivo. Ela deu-me tempo e espaço para que esta dissertação se realizasse e estou muito grata por isso.

 

            A todas as outras pessoas amigas, amigas da minha família e conhecidas, tenho de agradecer pelas palavras de apoio e incentivo que tantas vezes recebi e por todas as conversas e momentos bonitos que partilhamos.

 

À Vida e a Deus, porque este percurso foi ainda mais bonito, mais completo, mais feliz e mais enriquecedor do que eu poderia ter imaginado."

14
Set19

A meia-loira conclui a tese... na praia

Manga Meia-Loira

Uma pessoa tem de fazer as conclusões da tese. E depois tem de escolher entre ficar em casa sozinha a fazê-lo ou ir para a praia com a família. E vai daí, uma pessoa vai para a praia e monta o escritório lá. Se um dia me disserem que as conclusões foram escritas na praia... eu nego. E só não digo que isto é o melhor de dois mundos porque me dói o pescoço de estar sentada no chão a escrever.

DC039EFB-DAAF-4F9B-BDA5-396D9A307F58.jpeg

 

 

 

 

12
Set19

A meia loira tem a tese quase pronta #12

Manga Meia-Loira

Pois que o orientador já respondeu. Pois que disse que, no geral, a tese está bem, e nota-se que houve estudo, mas voltou a insistir (e a ser extremamente chato) com o facto de eu ter citações consecutivas dos mesmos autores. Pronto. Falta-me escrever as conclusões, reler e rever tudo, e depois mandar formatar para entregar. Está quase quase. E eu quase que não acredito. Até segunda quero ter as conclusões prontas. Até à última semana de setembro quero ter tudo revisto e relido. Está quase, já disse?

19
Ago19

Férias (e uma tese pelo meio)

Manga Meia-Loira

Vim passar duas semanas com os meus pais ao país onde eles estão a viver. Não, nunca gosto de ter de cá vir e estou a desejar profundamente, de alma e coração, não ter de cá pôr os pés nos próximos longosss anos (se nunca mais cá voltar tanto melhor, e tudo estará muitíssimo bem). Não, não há nenhum motivo em especial nem aconteceu nada, mas este lugar será sempre uma mancha negra (seguramente a mais negra) na minha vida e na minha história. Se tudo correr dentro do esperado, eles voltarão definitivamente a Portugal e eu deixarei definitivamente de ter de vir cá (I WISH!!!). Sucede que eu cheguei ao fim de junho e, antecipando um agosto azedo para o coração, decidi marcar a viagem. Assim sempre saía do escritório e do ambiente de todos os dias e (re)via os meus. Pelo meio até aconteceram coisas boas e cá estou eu. Vim com correções á tese para fazer, que já fiz, e com a introdução e conclusão por fazer, que ainda não fiz. Tenho de fazer, pelo menos, a introdução aqui. A conclusão até pode esperar mas a introdução não. E caramba, tem sido mesmo difícil... estou sem inspiração, não sei, parece que é uma éspecie de "ar de agosto" que não me deixa trabalhar. Para lá disso, até têm sido tempos tranquilos. Uma das maiores provas de tranquilidade destas férias é o facto de eu já ter adormecido, a meio da manhã ou a meio da tarde, no sofá. É preciso estar-se mesmo descontraído para que isso aconteça... e quando me apercebi disso fiquei mesmo muito contente! Pelo meio comprei um livro no aeroporto que adorei e já me falta pouco para acabá-lo, e isso é tão bom! Tenho-me desligado muito do "ler por prazer" nos últimos anos, e não gosto nada disso, mas fico mesmo muito feliz por voltar a redescobrir essa paixão...e tenho de me comprometer a continuar a encher as estantes. Para lá do livro, vi mais uma temporada de "How to get away with murder", estou a ver a última, e vi outra série pelo meio. Acima de tudo acho que têm sido dias tranquilos. Não, não é este o (a)gosto que eu queria ter - muito longe disso. Não, não tenho os meus comigo no sítio onde pertencemos. Não, não tenho um amor onde me deitar, sonhar, sorrir e fazer planos. Mas já estive mais longe (muito mais longe disso), ou assim o espero, e esse tempo há-de chegar. Que daqui a um ano a história seja outra e o agosto se escreva noutro lugar, ou no lugar onde pertence, e não falte amor e sonho.

03
Ago19

A meia loira escreve a tese #10

Manga Meia-Loira

Pois que ando a acrescentar citações e autores à tese e.... aiiiiii..... não gosto nada disto. Estar a pegar no texto que já está construído, que já tem uma lógica, que já é coerente e ter de lhe espetar com mais coisas lá pelo meio não me agrada nada. Eu já sabia que o teria de fazer e é normal, faz parte, mas não gosto. Pronto, tinha de vir aqui discorrer sobre isso. Depois de terminar estes "acrescentos" falta-me ver melhor as correções do orientador (ui, isso é que vai doer). E a seguir escrever a introdução e a conclusão (outro "Ai!" daqueles sentidos). E depois o índice e a formatação. E tudo o que vier pelo meio. Bemmm, não tenho pouco trabalho por fazer não.

 

Para lá disto, estou mesmo a contar entregar a tese em outubro. E a lutar por isso. Se não acontecer será um duro golpe e um murro neste coração. Mas em princípio em outubro estará entregue. Agora é dar-lhe gás e não parar até estar entregue. YEY.

 

24
Jul19

Quando o orientador nos elogia - Da saga “A meia-loira escreve a tese”

Manga Meia-Loira

É verdade que, no meio desta saga, o orientador já me deu na cabeça: sobretudo porque faço demasiadas citações, e porque essas citações são muitas vezes (ou são de forma contínua) da mesma obra. Há obras de referência que eu não consigo contornar, e por isso cito-as por todo o lado, e não consigo também misturar autores (falo sempre do que cada um diz separadamente), o que é uma insistência dele, e também insisti (na minha santa inocência de quem faz uma tese pela primeira - e talvez última - vez) em fazer citações por dá cá aquela palha. O normal para quem nunca fez e uma tese e para quem quer muito que o seu trabalho esteja cientificamente suportado em fontes fidedignas. Sou uma picuinhas e, por isso, levo e vou levar com um “Ah, porque assim o texto é como se deixasse de ser seu”.

 

Ultrapassando isto, sucede que o orientador, no meio de um e-mail com correções, diz o seguinte “Uma última nota para lhe dar conta da boa qualidade da redação da sua tese, o que é muito importante num trabalho académico desta natureza e já vem sendo algo raro”. E pronto, caiu-me tudo! Eu sei que escrevo bem (sim, eu sei que sim), mas nem me considero assim um supra sumo. Gosto de escrever de forma clara e correta, e faço disso um ponto de honra, sendo que sinto os erros ortográficos, sobretudo aqueles crassos, como facadas no coração ou como coisas que me dão enjoos. Sabendo que escrevo bem, confesso que um elogio destes vindo de quem é uma referência e tem um doutoramento foi uma espécie de impulso no ego. Raios, eu até poderia não valer nada... mas pelo menos escrevo bem. E isso é um dos elogios mais bonitos que me podem fazer! Eu dou mesmo muito valor a este tipo de elogios... e ele foi a pessoa com maior autoridade científica que eu tive até hoje a elogiar-me a escrita. Pronto! Já tenho o ego suficientemente lá em cima... agora é continuar a trabalhar.

22
Jul19

A meia loira escreve a tese #9

Manga Meia-Loira

Calor. Muito calor. Calor e uma tese. Calor, uma tese e um orientador que demora e demora e demora a responder e a corrigir o que lhe envio. Não está fácil mas estamos na luta. Como sempre e porque não poderia ser de outra maneira. Até 31 de outubro tem de estar entregue. Aconteça o que acontecer.... nem que eu tenha de ir dormir para a porta do gabinete do orientador. Nem que eu tenha que deixar de dormir. Ah-ha-ha.

Vendo bem, falta-me acabar de escrever o ponto que estou a tratar. Falta-me acrescentar mais algumas coisas de um livro e do projeto. Falta-me tratar da introdução e das conclusões.  Depois corrigir tudo.. sendo que preciso que o querido orientador me envie as críticas e correções. Depois falta-me tratar do índice e do abstract. A seguir vem a capa e a formatação (recuso-me a ser eu... eu escrevi tudo e já fui muito para além do que achava possível, terei de arranjar alguém ou alguma empresa que trate disso). E depois... depois vem os agradecimentos e A ENTREGA! Ah-ah-ah. Estamos no countdown... no máximo, faltam 3 meses e uma semana.

11
Jul19

A meia loira escreve a tese #9

Manga Meia-Loira

Pois que FINALMENTE o meu orientador conseguiu reunir comigo. Tenho naturalmente alguns acertos e correções a fazer, para além da parte que ainda me falta escrever, mas não foi o drama que eu cheguei a imaginar. Confesso que estive perto de achar que ele me ia dizer que não respondeu porque o que eu fiz não era válido, ou não era passível de fazer parte de uma tese, ou algo assim. Não, não foi o que aconteceu (graças a Deus!) e ainda ouvi que a minha escrita é clara e objetiva. E pronto... é enviar-lhe uma parte que escrevi entretanto, acabar a parte que falta e depois... corrigir e entregar. Parece fácil ahaha. Em princípio conseguirei entregar em outubro, dentro do prazo normal, e nada poderá ser mais importante que isso. Nem quero acreditar que, à partida, será possível. Pará lá do estágio, para lá das aulas da Ordem, para lá da falta do tempo, por entre a desilusão tremenda que foi o primeiro ano de mestrado, por entre as dores da vida, por entre os pedaços estilhaçados do coração, eu vou conseguir. E será, de longe, um dos maiores feitos da minha vida. Fazer nascer uma tese quando se está a estagiar e se teve, durante bastante tempo, aulas todos os dias, não é para meninas. Ai não que não é. 

02
Jul19

A meia loira escreve a tese #8

Manga Meia-Loira

A meia loira chegou à página... 100! 

Mesmo com um orientador que não responde

Mesmo com o cérebro vazio de ideias

Mesmo com o coração tantas vezes desalinhado 

Mesmo que a vida e a esperança e a vida e o amor sejam tantas vezes coisas diferentes

Mesmo com as aulas da Ordem e o estágio pelo meio

Mesmo com o cansaço

Mesmo com a estadia do meu pai, em que os meus dias foram dele

Mesmo que o orientador ainda não tenha corrigido nada

HOJE CHEGUEI À PAGINA 100!

Esteja bem ou mal, muito bem ou muito mal, perto de acabar ou longe de poder entregar... hoje tenho de estar feliz e nada mais interessa. 

Só espero que não falte muito para entregar!

27
Jun19

A meia loira escreve a tese #7

Manga Meia-Loira

Pois que nestas últimas semanas a tese esteve parada, paradinha, mas agora que o meu pai já foi tenho voltado à carga. Tenho mesmo de voltar e de me comprometer a acabar uma primeira versão até ao fim de agosto. Está dito. O problema é outro: como é que se chama um orientador às suas responsabilidades quando ele há mais de um mês e meio que se comprometeu a corrigir a primeira parte e ainda não disse nada? Não é o facto de ele não ter corrigido a primeira parte que me preocupa, que eu só estou a contar começar a corrigir e rever tudo depois de agosto, é mais o facto de eu me sentir sem orientação naquilo que estou a fazer, de não saber se o que estou a escrever será útil. Pronto, hoje sem falta vou mandar e-mail a pedir uma reunião para falar do que estou a fazer agora e de como estou a pensar continuar... e para saber se estou a ir relativamente bem ou se não devo fazer nada do que estou a fazer. Hoje sem falta mando-lhe um e-mail simpático... é que ele é super amoroso, sempre foi, e um profissional dedicado, não percebo o que se passa. É isto... é que eu queria mesmo entregar esta coisa em outubro!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D