Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Manga Lima

Manga Lima

08
Set17

Voltar de férias

Ju

Voltamos hoje e foi bom, foi muito bom até. Deu para apanhar ar, sol, sal e derivados. Deu para comer até rebolar. Deu para rir, muito. Deu para dormir pouco porque aqui a donzela só dorme em quartos sem luz e os hotéis não percebem isso. Deu para piscinar, mas pouco que a água era fria. Deu para apanhar ar em todos os sentidos e isso foi muito bom, estava a fazer-me falta. Aliás, tudo o que significar desviar o cérebro para outras paragens me faz falta nesta fase estranha. Apesar de tudo faltaram-me eles e o colo deles, eles deviam estar lá e tinham de estar. O quanto eu precisava e eles queriam estar lá! Custou-me isso e não foi pouco. Apesar de tudo também não me consegui desligar deste coração teimoso e das suas coisas, e lembrei-me muito mais que o que queria ou devia de tudo o que já me custa e dói ao longo do ano. Mesmo assim foi bom, foi muito bom e ainda bem. Porque consegui sentir-me bem apesar de tudo e aproveitar apesar de tudo. Porque há sempre uma ponta de esperança e fé no futuro, na vida e nas certezas que nos faz ter vontade de sorrir e acreditar. Criamos memórias e expressões, rimos com copos partidos e com coisas como "as sobremesas estão em perigo" e tudo valeu a pena. 

 

Voltamos hoje e dei por mim a pensar, pela primeira vez na vida, que afinal esta coisa de fim de férias e início de Setembro pode funcionar como um início de ano em muitos aspetos, sobretudo se nos fizer refletir no que passou e no que esperamos e queremos do ano que está a começar. E eu, que até faço anos nesta altura, nunca vi muito esta fase como recomeço. Sempre tive mais tendência, sobretudo desde que tenho os pais longe, a fazer os resumos do ano e viver os recomeços em Janeiro. Mas hoje, talvez porque quero (muito) que estes dozes meses tragam mudanças daquelas boas que nos deixam a sorrir e com a vida virada do avesso, dei por mi m a pensar nisto. Quero muito mudanças, quero muito surpresas boas e quero muito que a minha vida vire e mude. Só preciso de manter a essência e as raízes, pois quanto ao resto sei que tenho muito por viver e há muito por acontecer. Estou em ano de viver e ver acontecer isso.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D